3 de junho de 2007



As principais capitais aprendi eu no liceu
os retratos de reis em tronos de ouro e marfim
mas ninguém me ensinou a nadar
no rio que nasce dentro de mim.

Jorge Palma


A maior parte das vezes faço os postais sem ter as frases ao pé de mim. O resultado é trocar as palavras. Neste caso até nem ficou mal.

6 comentários:

Anónimo disse...

...e um dia eu puz-me a lutar com as minhas contradiçõs
...estive quase a morrer mas acabei por escapar
...para quem ama a liberdade o importante é nunca parar

( e etc.)

graça

Anónimo disse...

...ções

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria disse...

O que corre dentro de mim será o da minha aldeia ou a vontade não domada de irromper as madrugadas revoltas de marés vivas?
Pois que seja!

Beijo

Maria

iMia disse...

é uma canção chamada vida e que os poetas como o J.Palma sabem fixar em palavras e que, quando as ouvimos, nos fazem esquecer outras palavras, como, por exemplo, uma imagem vale mais do que mil palavras.

tiago gonçalves disse...

muito bom! muito bom mesmo. bom tributo ao JPalma.