6 de novembro de 2009


"Danseuse Cambodgene", Auguste Rodin


Se eu não puder dançar,
não é a minha revolução.

Anónimo
Dezembro 2008

3 comentários:

comboio turbulento disse...

concordo com a frase, com o Rodin e com o resultado final

Anónimo disse...

Sim, sim, imprescindível, a dança das ideias, para afugentar os espíritos do conformismo.

Anónimo disse...

Está de volta?

a rapariga dos postais