2 de outubro de 2009

"Der Garten der glucklichen Toten" de Friedereich Hundertwasser


Partimos de um pormenor qualquer, por vezes mesquinho, e acabamos sem querer por descobrir grandes princípios.

Geroges Simenon
in "O homem que via passar os comboios"
Julho 2009

1 comentário:

comboio turbulento disse...

que melhor palavra para descrever Hundertwasser, "pormenor". Excelente!!