18 de junho de 2007



Canção de Júbilo

O meu amado maneja o seu sexo
como um beija-flor
equilibrado na delicada orla.

Que prazer ser uma planta de mel
e abrir-me.

Lenore Kandel
Fevereiro 1981

3 comentários:

Maria disse...

Simplesmente deslumbrante. Na cor, nas palavras, no aflorar os sentidos de uma ordem por decifrar...



Beijo

Maria

SãoGens disse...

Tem sido com imenso prazer que descubro os teus postais.
Reparo nalguma agressividade nos comentários que não se coaduna com a beleza das tuas imagens e palavras.

Anónimo disse...

muito bonito o equilíbrio conseguido no movimento sentido. g.