16 de junho de 2007



Para que lado se há-de virar o girassol quando cercado por milhares de sóis?

Provérbio Zen
Julho 2002

9 comentários:

Maria disse...

Muito gostam os "Zen" de nos criar dilemas...
Sei lá eu....vou mazé ao Tai Chi a ver se se me ilumina a alma.
Embora me pareça que um girassol que se preze, pela-se por se rever nos olhos do vizinho.
E vc? ihihih :-)

Maria

Anónimo disse...

Ah!

Esqueci de agradecer o que me leram.

E já que se fala de lado para ir ....eis-me a ir, para o outro lado.

Até um dia destes, se calhar!

Eu.

rosário disse...

Neste espaço há lugar para toda a gente,já que pretendo que seja um espeço profundamente democrático.
Este é um espaço público onde quem quer se expõe.
Os meus amigos e anónimos que requerem a sua privacidade, publicam os seus comentários no mail referido aqui ao lado.
terá, se quiser, essa alternativa.
De qualquer forma um "muito obrigado"
por tudo o que escreveu.

iMia disse...

...outro erro...(mais um e começa a ser um problema...) fora isso, ok, girassol, para onde me hei-de virar?

Maria Conceição Carvalho disse...

olá Rosarinho!
Aqui venho mais uma vez,para apreciar o teu lindo trabalho. Não pude deixar de ler com muita tristeza, o relato do que se está a passar na DREL com a referida professora Luisa Moniz.
É triste o estado a que este país chegou, nem tenho palavras para descrever o que sinto.Como diz o meu marido à muito tempo, isto não é um país,"É UM LOCAL MAL FREQUENTADO".
TIREM-ME DESTE FILME

Muitos beijinhos da amiga de Porto de Mós

Conceição Carvalho

Anónimo disse...

mas porque e que o anónimo não se pode expressar livremente e é logo rotulado de cromo?????? se o blog é da rosário compete-lhe a ela responder aos comentários que lhe deixam! criem o vosso próprio blog e larguem o blog das outras!!

Maria disse...

Caríssimo(a) anónimo(a)

Apesar de não ter sido eu a "rotular" de cromo o(a) transeunte que por aqui passou,não acredito que o comentário tenha sido ofensivo e posso até assegurar que a intensão jamais fosse essa. Como diz, e muito bem, este espaço é de total liberdade para quem o visita e faz questão de deixar um comentário, e a liberdade tem dois sentidos, certo? Porque razão não podemos responder provocatóriamente? (o que julgo ter acontecido).
Afinal de contas é de questões pouco tranquilas que se alimenta a cultura, provocando desiquilibrios para atingir semelhanças à perfeição. E agora a titulo pessoal lhe garanto que "largar" o blog da Rosário está fora de questão. É um prazer vir aqui, deixar-me deslumbrar no prazer de ver, e de quando em vez, desconversar e dizer disparates à tripa forra (com p).
Descontraia e junte-se à tertúlia.

Uma admiradora

Anónimo disse...

Caríssima Maria:

Permita-me entrar pelo seu comentário, para clarificar algumas coisas, que me parecem estar no cerne de outros tantos comentários.
Gostaria de deixar claro, que não me atormentou o "epíteto", aliás levei-o na "desportiva".
Subjacente aos comentários inocentes aos "bordados"que afinal dão corpo a este Blog, creio que fazer deste espaço um "lugar", onde se consinta até este "doce" murmurar, traz alguma beleza "à coisa".
Tendemos certamente para a perfeição (como disse certo filósofo, cheio de boas intenções) e se bem que sejamos todos adultos, será, também, pela via deste apimentar de conversas que lá nos vamos sociabilizando mais ou menos "perfeitos".
Seria falta de razoabilidade se porventura saísse, desaustinado, por tão pouco. Em boa verdade se parto, é mesmo por falta de tempo, pese embora o facto de isto até "me apetecer".
Poderia de cada postal e cada "bordado"fazer uma ode ao prazer, à beleza, à compaixão, à paixão, ao amor e ao ódio, ao ser e ao não ser.
Vou sendo um homem livre e, permito-me, até deixarem, ver o mundo do meu modo sem que aflore o insulto, ou a ignomínia, a "cromice", certamente, não se coaduna com tal estado de "estar no mundo", por isso o tal estigma, jamais me atingiria, é que vou tendo noção perfeita do que sou.
Mas vá... divirtam-se e não se magoem.
E já agora... um espaço de partilha, pressupõe que tudo se comente e por todos, numa posição equalitária sem que, obrigatoriamente, seja um monopólio de quem criou o blog, (digo eu, que nem percebo muito destas coisas)

Um abraço para todos.

Ainda Eu.

Anónimo disse...

Para que lado se vira o girassol quando cercado por milhares de sóis? Boa questão! Parabéns Rosário por colocares estas questões que nos fazem pensar e os teus lindíssimos postais são momentos de prazer visual de que bem precisamos. Obrigada. Mas vamos à questão: girassol girassol quem és tu? Se eu fosse um girasol voltar-me-ia para o Sol, para sol que lançasse raios de amizade porque a amizade é o melhor bem que alguém pode dar a outro, a verdadeira amizade nunca se quer perder. Muitos podem brilhar à nossa volta mas uns brilham mais do que outros, como sabemos o sol por vezes faz-nos um mal imenso, até fatal... há que saber distinguir o brilho menos cristalino e não nos deixarmos iludir com manobras de diversão...Como é difícil! Mas quem disse que viver é fácil. Um beijo muito grande para todos que já souberam virar-se para o Sol da Amizade e para aqueles que ainda o procuram é tudo uma questão de tempo, embora por vezes um tempo um pouco sofrido, mas vale a pena...