20 de maio de 2007

fotografia de David Hamilton
Fotografia tirada na altura do nosso casamento


-Se não vais à festa da J. é com ela que tens de ter esta conversa e não comigo.
- Isso é que não tenho! Com vocês, é como se estivesse casado convosco: não tenho que justificar coisa nenhuma. Vocês são as únicas pessoas com quem estou sempre "à vontade". Com vocês até posso dizer palavrões. - J.P.


3 comentários:

iMia disse...

Ena pá!

Maria disse...

O "à vontade", contrariamente ao que se possa pensar, serve-se à mesa cheio de pompa e circunstância, ainda que por vezes chutando directamente da travessa para a boca,,,mas isso são pormenores corriqueiros. A gota de água que teima em pingar da torneira démodée.
O que é efectivamente importante é a legitimidade de não justificar o trivial.
Acontece,,,e pronto!

Um beijo soalheiro

Maria

Maria disse...

Mas que é isto hum??
Acorda uma pessoa "augada" pelo postal do dia,,,e nadica!
Livro de reclamações faxavor.
Ai,,,ai


Bj
São
:-)